Porto Alegre, segunda-feira, 24 de novembro de 2014

   

Deputado Raul Carrion - PCdoB-RS

06/10/2009
PCdoB realiza sua 15ª Conferência Estadual
O PCdoB do Rio Grande do Sul realizou a sua 15ª Conferência no último final de semana, em Porto Alegre. O encontro, etapa estadual do 12º Congresso, debateu a proposta de um Novo Projeto Nacional de Desenvolvimento para o Brasil. Mas também enfatizou o enfrentamento da crise vivida pelo estado desde a chegada da tucana Yeda Crusius ao governo. Os comunistas gaúchos defenderam a formação de um bloco que apresente um projeto de desenvolvimento capaz de "recuperar a auto-estima do estado".


O destaque do ato de abertura, ocorrido no sábado, foi a filiação do campeão olímpico e mundial de vôlei Paulo André Jukoski da Silva: Paulão.

Os comunistas gaúchos também aprovaram encaminhamentos sobre o projeto eleitoral do partido para 2010. O encontro que reuniu cerca de 500 participantes entre delegados, suplentes e convidados (foi a maior Conferência já realizada no estado), ocorreu no teatro Dante Barone, da Assembleia Legislativa. Na ocasião, também foi eleita a nova direção do partido para os próximos dois anos: 63 lideranças comunistas gaúchas compõem o novo Comitê Estadual, que teve renovação de 40%. Adalberto Frasson foi reeleito como presidente.

Amplitude e prestígio

O Ato Político de abertura da 15ª Conferência Estadual do PCdoB ocorreu no sábado e confirmou o que tem sido uma marca do partido no estado: procurar construir um posicionamento de esquerda baseado no diálogo, amplitude e visão de desenvolvimento diferenciada, na qual o Rio Grande deve estar sintonizado com o crescimento e os avanços do país.

Participaram da mesa do ato, que iniciou por volta das 10h45, representantes de partidos e lideranças dos movimentos sociais. Entre elas o presidente estadual do PSB, Caleb de Oliveira; presidente estadual do PT, Olívio Dutra; o prefeito de Alvorada, João Carlos Brum (PTB); Erico Michel (PPL); o ex-deputado federal Ney Ortiz (PDT); o deputado federal Vieira da Cunha, que ocupa a presidência nacional do PDT; o representante da UJS, Matheus Fiorentini; a representante da UNE, Eriane Pacheco; além das lideranças comunistas, como o representante do Comitê Central do PCdoB, Dilermando Toni; o presidente estadual do partido, Adalberto Frasson; a deputada federal, Manuela D'Ávila; o deputado estadual, Raul Carrion; a superintendente do Grupo Hospitalar Conceição, Jussara Cony; o vereador de Caxias do Sul, Assis Melo, que também representou a CTB e a vereadora de Ijuí, Rosane Simon. O deputado federal do PSB, Beto Albuquerque, que não chegou a tempo para o ato também deixou sua mensagem à plenária comunista em uma fala que ocorreu no início da tarde. O prefeito de Canoas, Jairo Jorge (PT) também visitou a Conferência, porém no domingo.

Como não poderia ser diferente, a realidade estadual marcou os pronunciamentos dos convidados, pois o clima no Rio Grande já é pré-eleitoral, principalmente em função da grave crise vivida pelo Governo Yeda (PSDB). O deputado federal Beto Albuquerque (PSB), cogitado como candidatura alternativa à polarização PT versus PMDB no estado, em sua fala deu indicativos de que pretende levar adiante a construção da possível candidatura.

Também foi muito incisivo quanto o futuro do Rio Grande o prefeito de Canoas, Jairo Jorge. Em posição que destoa um pouco do histórico posicionamento do PT gaúcho, Jorge defendeu uma frente ampla de partidos para tirar o estado da crise, e destacou o papel do PCdoB nessa construção. "O PCdoB deve ser o fiador dessa aliança”.

As manifestações também destacaram o papel nacional do PCdoB na aliança que sustenta o Governo Lula e, em especial, quanto a recente conquista de trazer as Olimpíadas para o Rio de Janeiro, já que o partido tem se destacado à frente do Ministério dos Esportes.


Paulão é do PCdoB

Coube a deputada Manuela chamar ao palco do Dante Barone o mais novo reforço do PCdoB: o campeão olímpico e mundial de vôlei Paulo André Jukoski da Silva, o Paulão. Ele disse estar muito feliz de ingressar no PCdoB, pois se identificou com o compromisso do partido com o esporte.

Homenagem

A auditório ficou sensibilizado diante da homenagem prestada ao mártir do Araguaia, João Carlos Haas. Gaúcho de São Leopoldo, Haas lutou na guerrilha entre 1969 e 1972, quando foi morto pelo exército. "Dr. Juca" como ficou conhecido na região, teve sua memória resgatada através do relato de sua irmã, Sônia Haas. Ela estendeu a homenagem da Conferência aos demais gaúchos que lutaram ao lado do irmão: Cilon Cunha Brum, José Humberto Bronca e Paulo Mendes Rodrigues.

Sônia, que já visitara três vezes a região do Araguaia, ainda falou sobre a dor da perda sofrida pela família e a luta pela localização dos restos mortais do irmão. Ela lembrou frase de João como exemplo a ser seguido: "Nenhum sacrifício será feito em vão".

Sônia estava acompanhada de outra irmã de João, Tânia. Receberam o carinho e a admiração da plenária, que se mostrou muito sensibilizada com a história deste verdadeiro herói da nação. A direção do partido entregou à família um buquê de flores e placa em memória à luta e aos ideais do patrono da 15ª Conferência do PCdoB.

Partido que constrói o futuro

A deputada Manuela, em nome da direção estadual, fez as considerações iniciais ao principal debate da Conferência, e o representante do secretariado do Comitê Central do partido, Dilermando Toni, apresentou aos presentes um resumo das teses do 12º Congresso.

Para Manuela, o Brasil vive um momento muito importante, que coincide com um debate profundo que o PCdoB realiza em torno da proposta do Novo Plano Nacional de Desenvolvimento. Citou a centralidade das reformas estruturantes que o país precisa para avançar mais, além da importância para o futuro da nação que representa a exploração da camada do pré-sal. Também colocou o Rio Grande do Sul neste contexto, pois, segundo ela, o Estado está de costas para o desenvolvimento do país.

Toni fez um histórico que partiu do Programa Socialista aprovado em 1995. Momento caracterizado pela necessidade de reafirmação dos princípios comunistas, diante da avalanche neoliberal e ofensiva anti-comunista.

Segundo ele, a proposta atual está sintonizada com este outro momento que vive o Brasil e o mundo. "Fomos percebendo a necessidade de um programa mais aplicável à realidade atual. Mais sintonizado com a vida real, com os desafios da luta atual pelo socialismo", disse.

A proposta do Novo Programa Socialista procura então, de um lado reafirmar a convicção socialista do partido, pois situa historicamente a luta pelo socialismo no Brasil, e de outro procura apresentar o caminho a ser seguido neste rumo, ou seja, uma plataforma concreta de lutas: o Novo Projeto Nacional de Desenvolvimento. "O caminho não se esgota em sí mesmo, só tem sentido se for tratado como forma para chegar ao socialismo," pontua.

O dirigente ainda dissecou um pouco mais as bases dessas novas lutas, que têm como desafios centrais enfrentar o imperialismo, o latifúndio improdutivo e o sistema financeiro.

Falou ainda das reformas necessárias ao avanço da perspectiva de desenvolvimento para o país, como a da educação, tributária, política, urbana, agrária e a democratização da mídia. Situou a importância da questão nacional e da soberania e do papel protagonista que o Brasil deve desempenhar na correlação de forças mundial.

Toni procurou dar ênfase às conquistas atuais do estado brasileiro, como a descoberta e exploração do pré-sal. O tema também foi aprofundado por uma intervenção especial feita pelo dirigente comunista Edson Silva, que atualmente trabalha junto à ANP (Agência Nacional do Petróleo).

"Guerreiro"

A continuidade com permanência, a renovação com reafirmação de um partido que tem história e que está plenamente sintonizado com o futuro tiveram expressão clara nas duas homenagens que marcaram a tarde de domingo (4): o deputado estadual Raul Carrion foi felicitado pelos seus 40 anos de militância no partido, assim como Manuela D'Ávila, que está completando 10 anos.

A ex-deputada e superintendente do GHC (Grupo Hospitalar Conceição), Jussara Cony, declamou poesia de sua autoria, feita em homenagem a um dos seus filhos, para enaltecer a vitoriosa trajetória da jovem deputada comunista. Já o rapper Mano Oxi fez improvisação em versos para trazer aos presentes um pouco da história de Carrion, conhecido como "guerreiro", termo que possui, neste caso, dois sentidos: tanto pela sua reconhecida história de lutas, quanto por um maneirismo característico de Carrion no tratamento pessoal - ele costuma se dirigir aos interlocutores utilizando este termo.

Projeto para 2010

Sobre a sucessão política no Rio Grande, o posicionamento do partido é o de continuar as tratativas no sentido de construir um novo bloco de forças políticas para apresentar um projeto de desenvolvimento que possa "recuperar a auto-estima do estado", enfrentando a grave crise existente. "O partido deve continuar conversando com as demais siglas que compõem a base do governo Lula no estado", disse Adalberto Frasson.

O PCdoB inicia ainda este mês a preparação de uma proposta de desenvolvimento para o Rio Grande que vai ser apresentada aos demais partidos. Outra definição é a de abertura de prazo até o final de outubro para que os filiados interessados em concorrer no ano que vem apresentem as suas inscrições. "O partido vai priorizar o crescimento. Queremos ampliar o espaço ocupado na Assembleia e na Câmara Federal", pontua Frasson.

Crescimento

Uma das características da Conferência gaúcha do PCdoB foi a renovação. Boa parte dos delegados representaram uma nova configuração partidária que emergiu da ampla mobilização realizada durante as eleições de 2008, além do crescimento verificado junto aos movimentos sociais, em especial entre os trabalhadores e a juventude.

O balanço da direção que encerrava seus trabalhos foi considerado positivo, principalmente pelas experiências nas disputas majoritárias como às de Porto Alegre e Ijuí, além de sensível crescimento em participação nos legislativos e executivos municipais. E aponta "grandes desafios pela frente", já que cabe à nova direção eleita conduzir o partido no processo eleitoral de 2010, e preparar as condições para o pleito de 2012.

Frasson fez análise positiva da Conferência. Para ele, o encontro demonstrou um partido que se renova e cresce cada vez mais, e que tem "muita disposição de luta". Outro destaque apontado pelo dirigente foi a expressiva renovação da direção estadual - que ficou em 40% - além da participação de mulheres, que ficou um pouco acima do que estabelecem as normas estatutárias. Frasson também classificou a Conferência como exemplo de unidade do partido em torno da sua política e desafios.

O encontro aprovou os documentos do Congresso, com encaminhamento de algumas emendas. O balanço da gestão do Comitê cessante também foi aprovado e houve a eleição dos delegados gaúchos à plenária final do 12º Congresso, que ocorre no início de novembro, em São Paulo.

De Porto Alegre
Clomar Porto

Veja a nominata completa da nova direção PCdoB-RS

Adalberto Frasson - Presidente

Ana Lucia Velho
Angelo Schiavo
Antonio Carlos (Tonhão)
Assis Melo
Bibiana Sanches
Carlos Fernando Niedersberg
Clomar Porto
Clovis Silva
Córa Chiappetta
Cristina Ely
Daniel Sebastiani
David Fialkow
Dilce Abigail Pereira (Biga)
Diorge Konrad
Edson Puchalski
Edson Silva
Elizabeth Zavaglia Silva (Bebeta)
Enilson Gonçalves
Eremi Fragoso
Eriane M. Pacheco
Fabio Wassen
Fatima Ali
Fernando Barp
Fernando Cossetin
Gisele Borges
Guiomar Vidor
Henrique Fermiano
Ivandro Morbach (Latino)
João Carlos Moraes
João Luis dos Santos
Jorge Machado
José Ouriques de Freitas
José Vieira Loguércio
Juliano Roso
Julio Ribeiro
Junior Piaia
Jussara Cony
Kátia Regina de Oliveira
Leonardo Kantorski
Manuela D'avila
Maristela Maffei
Matheus Fiorentini (Xuxa)
Matheus Junges
Mauricio Nunes
Néio Lucio Fraga
Nelson Flores
Nelson Lima Rodrigues
Nelson Sales
Pedro Dias
Pedro Pozenato
Raquel Leal
Raul Carrion
Roberto Sum
Rosane Simon
Sandra Padilha
Silvana Conti
Silvio Frasson
Simone Cristine Gonçalves
Tânia Maciel Antunes
Todson Marcelo Andrade
Victor Fernando Souza
Vinicius Puhl

Atualizada dia 6/10, às 10h48

Fonte:www.vermelho.org.br